UM BLOG DEDICADO AO MOTOCICLISMO, VOCÊ AMA MOTOS? VEIO AO LUGAR CERTO!

Dicas essenciais para sobreviver de moto nas grandes cidades

Lembra daquele exercício que fazem no Exército, no qual os cadetes são jogados na selva e tem de sobreviver do jeito que der? Pois é assim que eu vejo alguns motociclistas de primeira viagem. A falta de um preparo adequado dos novos motociclistas promove essa sensação de solto no meio das feras e cada um sobrevive como dá!

O sucesso dessa sobrevivência dos soldados depende basicamente da instrução recebida e da capacidade de se adaptar ao meio. Com motociclistas não é muito diferente. Já que a formação padrão é vergonhosamente fraca, restam os cursos particulares ou a capacidade de entender o meio e se adaptar a ele.

Se fosse escrever um "Completo Manual de Sobrevivência do Motociclista" seria preciso um livro maior que a Bíblia. Mas dá para começar por alguns truques que não são ensinados na moto-escola normal e podem significar a diferença entre sair da floresta ou ser devorado.

Os quatro minutos
Essa teoria surgiu na Inglaterra nos anos 80 quando pesquisadores perceberam que a maioria dos acidentes de trânsito aconteciam a menos de quatro minutos da casa ou do local de trabalho/escola. De acordo com esse estudo, quando saímos de casa nosso cérebro precisa de alguns minutos para "esquentar" até entrar no módulo de vigilância. E quando estamos perto do objetivo, nosso cérebro meio que desliga das funções de pilotagem e começa a já se sentir no destino. Por isso a atenção do motociclista deve ser integral e especialmente alerta ao sair e chegar no perímetro da partida e do destino. Vale aquela recomendação de ligar a antena parabólica e só desligar junto com a moto!

Pontos cegos
Isso é um velho conhecido, mas bem esquecido. Se cada motociclista soubesse o quanto é difícil ver de dentro de um carro ele não ficaria zanzando de um lado pra outro no meio dos carros. A Honda fez uma série de animações que mostram o quanto é fácil não ver uma moto, mesmo quando ela está alinhada ao ombro do motorista. Pode procurar por "Honda - dicas de trânsito - ponto cego" no Youtube que vai achar esse filme impressionante. Ah e pela enésima vez: não adianta ser o chato buzinador que roda no corredor com o dedo na buzina porque de dentro do carro, com som ligado e vidros fechados o motorista nem sabe de onde vem o som!

Peso pesado
Rapaz, se um dia tiver a oportunidade de subir na cabine de um caminhão, suba! Lá de dentro, na posição de dirigir, o motorista não enxerga nada pra baixo e muito pouco para os lados. Se for do tipo cavalo + carreta o motorista tem visão muito limitada, mas se for os bi-articulados nem chegue perto. Além disso, caminhões demoram mais para desviar e quando carregados não freiam tão facilmente.

Sua moto não é carro
Por mais que a gente escreva à exaustão ainda tem gente que trata moto como se fosse um carro de duas rodas. Numa moto não existe estepe, nem limpador de para-brisa, nem ar-condicionado. A gente fica exposto aos rigores do clima e se der pepino na mecânica, adeus fim se semana. Um corrente frouxa pode causar acidente, se ela se soltar e enroscar na coroa pode travar a roda traseira. Como nosso veículo está apoiado apenas em dois pneus, se der pau em um, já era! Por isso a manutenção é tão mais vital na moto do que no carro. Cheque sempre itens como pneus, óleo, transmissão e sua sobrevivência na selva será mais tranquila.

Desconfie sempre
A regra de sobrevivência da espécie mais eficiente é: nunca subestime a capacidade de alguém fazer uma burrada. Mesmo se o farol estiver verde, olhe para saber se nenhum espertinho decidiu furar o semáforo. Nunca acredite em vias preferenciais e na dúvida pare e olhe. Isso se chama "pilotagem preventiva" que é a capacidade de ver antes.

Equipamentos
O ideal é evitar todo tipo de acidente, mais vai que... Nessa hora é bem melhor estar com um bom capacete, casaco de couro (ou sintético) com proteções internas, luvas e uma calça resistente. Sim, eu sei que no verão o sufoco é brabo, mas existem equipamentos específicos para o calor. E lembre-se: se você acha que equipamento bom custa caro não tem ideia de quão caro é um dia na UTI.

Frita o peixe e olha o gato
Se a antena parabólica está apontada para o trânsito, precisa ajustar para ver também o piso. Motos são muito leves em relação à massa total do conjunto. Pegar um buraco ou lombada de surpresa pode causar maior estrago. Se perceber que desconcentrou e "surgiu" um buraco ou lombada do nada bem na tua frente, tente frear, mas se perceber que não vai parar solte o freio e levante-se do banco para transferir a carga para as pedaleiras. Assim alivia a pancada nas rodas. E jamais passe num buraco ou lombada freando porque isso potencializa a pancada.

É curioso como algumas pessoas dão um super valor aos cursos de especialização quando se trata de aprimoramento profissional, mas não acreditam em cursos quando se trata de pilotagem de moto. Aí tira habilitação e nunca mais estuda o assunto, como se a moto-escola fosse capaz de dar toda instrução necessária.

Não dá e todo mundo sabe disso. Já existem projetos para que as moto-escolas incluam aulas em ruas e avenidas e até usem simuladores. Mas isso tudo ainda depende de votação e aprovação.

Enquanto não se decide é melhor cuidar do próprio umbigo e se inscrever em um dos vários cursos de pilotagem particulares que pipocam pelo Brasil. Se você investe tanto na qualificação profissional não tem porque não fazer isso para salvar a própria pele.

Fonte: WebMotors

Dica: Mirus Rastreamento

Deixe seu comentário:


Comentários

Which came first, the problem or the soltiuon? Luckily it doesn´t matter. http://iugwwl.com [url=http://erehyodysx.com]erehyodysx[/url] [link=http://qqpsmm.com]qqpsmm[/link]
Kick the tires and light the fires, problem oflaiiclfy solved!

Posts relacionados

COBERTURA EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL.
Alguns Clientes
  • ABPAC
  • TEP
  • BC2
  • JAS
  • SEM PARAR
  • GRUPO MARBOR
Contato

Av. Engenheiro Juarez de Siqueira Brito Wanderley, 240
4º andar - Eldorado - São José dos Campos - SP
CEP: 12238-565

Tel: +55 12 3307-2005 - contato@mirus.com.br

SAC - Serviço de Apoio ao Cliente

0800 727 0769

Todos os direitos reservados - Mirus Rastreamento e Informática LTDA - CNPJ: 11.952.599/0001-80